Panna Cotta
   Mário  Lôbo  │     18 de outubro de 2016   │     12:00  │  0

pannaA Panna Cotta, que significa “nata cozida”, é uma sobremesa típica da região italiana do Piemonte, embora a verdadeira origem desta receita seja incerta. A principal versão é a de que o doce teria sido inventado no início do século XX, na sub-região piemontesa de Langhe – berço do Barolo e do Barbaresco, grandes vinhos enaltecidos por todo o mundo.

Elaborada a partir de nata de leite, açúcar, gelatina e baunilha, a panna cotta é normalmente consumida com compotas, com caldas de frutas da estação ou somente com frutas frescas. Outra forma de servi-la é acompanhada de uma bela colherada de doce de leite, dando um toque mineiro ao preparo italiano. É realmente muito saborosa.

Apesar de seus ingredientes tradicionais, pode-se acrescentar outros ou fazer substituições para enriquecer o preparo. Em alguns lugares da Itália a receita já aparece, por exemplo, com a adição de rum ou de marsala, um tipo de vinho fortificado siciliano do mesmo tipo do vinho do porto. Hoje em dia vem ganhando força entre os grandes chefs internacionais como uma base de preparo para outras sobremesas e receitas que fogem bastante da original italiana.

PANNA COTTA COM CALDA DE FRUTAS VERMELHAS

INGREDIENTES: ( 8 porções)

Panna cotta

  • 500ml de creme de leite fresco.
  • 1/2 xícara de leite integral.
  • 1/2 fava de baunilha ou 01 colher de chá de extrato.
  • 150g de açúcar.
  • 50ml de rum.
  • 05 folhas de gelatina sem sabor hidratadas.

Calda de frutas vermelhas

  • 50g de mirtilos.
  • 50g de amoras ou framboesas.
  • 100g de morango.
  • 100g de açúcar.
  • 100ml de água.

MODO DE PREPARO:

Panna cotta
Aquecer o leite, o creme de leite, ferver com a fava de baunilha aberta longitudinalmente. Adicionar o açúcar até dissolvê-lo completamente. Juntar o rum, agregar a gelatina previamente hidrata mexendo sempre. Preencher as formas, esperar arrefecer e levar à refrigeração.

Calda de frutas
Levantar fervura na água com o açúcar e juntar as frutas pré-lavadas. Ferver em fogo baixo até obter ponto de calda fina.

DICA: Caso tenha dificuldade para desenformar, esquente por alguns segundos em banho-maria que sairá com facilidade.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *